Portal Criativa - Seja bem-vindo !
  Sexta-feira, 24 de Março de 2017                                                                                                                                                           Dúvidas  |  Mapa do Site   

Implementação de Lan Houses em Linux: mitos e verdades __

Pois é, depois de um bom tempo criando tecnologias e recursos para melhorar as implementações de lan houses e cyber cafés em Linux pude tirar boas conclusões sobre este assunto, uma delas é que já passou da hora de abrir esta realidade a público para que os usuários entendam de uma vez por todas que nem tudo é um mar de rosas e que há muitas coisas a serem analisadas de ângulos de vistas diferentes antes de sair instalando Linux no estabelecimento e esperando uma bênção divina para que tudo dê certo.

Este artigo é dedicado para sanar as dúvidas e mostrar como são as coisas de forma crua, depois não diga que não te avisei!


Análise   (What's the Matrix?) _______________________________________

Não existem tantas mentiras sobre o Linux como vemos com outros sistemas, mas acaba-se criando mitos exatamente pela falta de compreensão sobre o assunto, vi até mesmo supostos “especialistas” dizer coisas que são mitos. Veja o caso quando alguns proprietáros de lans me perguntam, a postura normalmente se divide em três tipos:
  • Linux é perfeito

O proprietário acha que com o Linux tudo será perfeito, e nada mais dará problemas. Ele tem um servidor Linux que nunca deu problema e acredita que nas estações será assim, mas se esquece que no servidor ninguém coloca a mão e na estação ela será usada por clientes o dia inteiro. Nenhum sistema operacional é perfeito, são muitas linhas, e afinal, é feito por humanos que são passíveis de erros.

  • Eu tenho medo

Este é um tipo de proprietário que morre de medo de colocar o Linux e fica desconfiado de tudo, não conhece o sistema e talvez tenha visto uma ou duas vezes. Está recorrendo a migrar para o Linux pois não tem condições de legalizar o seu estabelecimento, mas ao mesmo tempo quer que tudo funcione como no Windows e não quer depender de suporte e de ninguém. Se for analizar a fundo, ele quer um Windows de graça! Sinceramente acho que este tipo de proprietário deveria economizar uma grana e comprar logo as licenças do Windows.

  • Sei que não é fácil, mas vamos lá!

É o mais raro dos tipos de proprietários. São os do tipo que conhecem o Linux de forma intermediária e sabem que não é igual ao Windows. Deseja receber uma implementação e está ciente de que deverá conversar com seus clientes e se adaptar para as mudanças, não pode ou não quer comprar as licenças do Windows mas não abre mão de estar legalizado, ou não aguenta mais pegar vírus e ver seus micros travando. É do tipo que irá lutar para aprender mais até deixar o lugar da forma que deseja, onde geralmente tem altas chances de sucesso absoluto.

Uma coisa me chama a atenção na maioria das implementações, que é quando o proprietário acha que o sistema deve ser da forma que ele quer, o que é praticamente impossível de acontecer. Os proprietários devem ter a consciência que todos deverão se adaptar a algumas mudanças, faço o possível para que o Linux fique mais amigável para os frequentadores da Lan House mas sempre costumo dizer: "Se quer que as coisas fiquem idênticas como são agora, está procurando a solução errada".


Os Mitos _______________________________________________________

Pois é, cansei de receber e-mails e ver comentários de pessoas que conseguiram se envolver por mitos do software livre, folclores estes que não englobam só o Linux e a sua implementação em Lan Houses, vamos a alguns dos mais importantes:

  • Se usar Linux estou isento de qualquer licença

Mentira! Vejo pessoas tentando usar Linux em Lan Houses achando que isso pode desviar a atenção das autoridades com relação aos jogos comerciais, que devem ser legalizados normalmente. O Linux por sí só pode ter um maior número de programas gratuitos que o Windows, mas cada software carrega a sua licença que deve ser respeitada. Ao instalar o Counter Strike no Linux você precisa pagar pela licença deste jogo.

  • Nunca serei invadido usando Linux

Mais um mito bem difundido. Não há sentido nessa afirmação a partir do momento que o Linux usa portas de comunicação e é um software como outro qualquer, feito por humanos e passível de erros. Se o usuário usar um bom firewall e sempre manter os programas atualizados e ficar atento a updates críticos será bem difícil de ser invadido, caso contrário ele poderá ficar bastante vulnerável, ainda mais com a popularização do uso do Linux em nosso país.

  • O Linux é melhor que o Windows

É uma questão de gosto e discernimento do usuário, os que compreendem o Linux e estudam o seu funcionamento a fundo acabam não usando mais o Windows ou querem fugir desta plataforma, agora aqueles que não conhecem ou tiveram experiências decepcionantes com o sistema fica difícil ver pontos positivos. Simplesmente afirmar que o Linux é melhor que o Windows é deixar de ver uma série de fatores óbvios, entre eles saber que o Windows ainda é mais amigável para o usuário leigo, motivo de ser tão difundido. Conhecer o Linux e passar a usá-lo no dia a dia pode torná-lo mais fácil sem dúvida, ainda mais se tiver uma cabeça aberta para aprender novos conceitos. Mas alguém nega que ao começar a usar o Linux já passou 30 minutos para fazer algo que no Windows bastaria alguns cliques com o mouse? É uma questão de prática.

  • O Linux irá substituir o Windows

O Linux está caminhando para abraçar os desktops de forma varagosa ainda, portanto é muito cedo para afirmar com convicção que o Linux está para substituir o Windows. Entre ambos os sistemas há vantagens e desvantagens, então não vá fazer certas afirmações sem mais nem menos ou quando perceber descobrirá que está acreditando em mitos também.

  • Linux em Lan Houses atraem mais usuários

De forma alguma, mais um mito. O Linux por ser uma novidade atual em uma Lan House pode sim atrair curiosos, mas os usuários comuns podem não gostar da novidade. Tenho muitos clientes que ainda passam dificuldades para suprir certas necessidades até que elas estejam perfeitamente implementadas em Linux. Para quebrar a barreira da dificuldade de alguns clientes, é indispensável ter funcionários preparados para orientar os clientes, como por exemplo no uso de programas como o OpenOffice e aMSN, que apesar de parecidos, não são iguais ao MS Office e MSN.

  • Não preciso conhecer Linux para mantê-lo no meu estabelecimento

De onde é que tiram essas idéias? Vai ver porque muitos donos de Lan Houses e Cyber Cafés que usam Windows mal sabem usá-lo e tudo ainda funciona (tirando os vírus e travamentos). No Linux a realidade é bem diferente, considero hoje indispensável ao menos que uma pessoa de confiança dentro do estabelecimento esteja apto a aprender Linux ou que já conheça o sistema de forma intermediária, caso contrário um ciclo vicioso estará formado onde os funcionários não serão capazes de sanar as dúvidas dos clientes e os funcionários não terão suas dúvidas sanadas também. Ficará em um elo de dúvidas e dificuldades constantes até que o estabelecimento instale o Windows novamente.

  • Implementar Linux na minha Lan House gera economia

Depende de como e de quem faz a implementação. Se não tiver a disposição um suporte eficiente e uma equipe de assessoria que possa suprir suas necessidades a economia da implementação irá virar gastos com suporte de preço abusivo e contratação de funcionários qualificados em Linux que podem gerar mais despesas.

  • Migrar para Linux é fácil

Se o seu estabelecimento for freqüentado apenas por “nerds” que só usam software livre realmente a migração não será um problema. Sejamos realistas, os usuários de Lan Houses e Cyber Cafés querem praticamente tudo na mão, mesmo que fiquem apenas por meia hora exigem que nada falhe e que o micro faça tudo sozinho, não é mesmo? E é aí onde que fica o teste da facilidade da migração, se a plataforma usada não for amigável e os funcionários não estiverem íntimos com o sistema vai ser difícil ajudar o seu cliente. Migrar para Linux fazendo um serviço mal feito pode representar uma perda muito significativa de clientes, tenha certeza disso.

  • A distribuição X, Y ou Z é melhor para o uso em Lan Houses

Sou da seguinte idéia, não existe distribuição Linux ruim, existem usuário ruim. Não vejo nada de errado em usar distribuições como Slackware, Mandriva, Ubuntu, Kurumin ou seja lá o que for em sua Lan House, desde que ela seja adaptada para receber melhor o usuário leigo no sistema. O cliente não quer saber o que está instalado, ele quer ver funcionar e atender as suas necessidades, e de preferência com o mínimo de trabalho possível, é isso o que conta.

  • Software livre não dá dinheiro e não pode ser cobrado

Deixei este mito por último porque considero esta afirmação absurda e um dos maiores motivos de grandes programadores e empresas não portarem seus programas para Linux. Veja bem, nada te impede em fazer um programa com licença comercial para Linux, e mais, se ele for um software livre você pode ganhar com suporte ou com a distribuição. Tem muita gente que pagaria para ter um software gratuito embalado e com um bom manual, prova disso é que existem muitas distribuições Linux pelo mundo que vendem o empacotamento e suporte, não o software em si. Obviamente pode-se ganhar também com cursos e implementações, são inúmeras as possibilidades, tudo depende da competência e criatividade de quem trabalha com estes tipos de software.

Como podem perceber os mitos atualmente difundidos são uma pedra no sapato de quem implementa uma Lan House em Linux... Eu que o diga.


As Verdades (Welcome to the real world) _______________________________

Uso Linux há mais de 3 anos e posso dizer que já tive crises imensas no início, ficando com vontade de jogar tudo pro alto e voltar para o Windows, hoje com a experiência que adquiri nem penso em uma possibilidade dessas.

Os sistemas operacionais Linux e Windows se diferem demais, desde a sua concepção inicial e estrutura interna, mas é exatamente aí fazem valer o direito de escolha.

O Linux não é uma caixa preta, para quem compreende o sistema tudo pode ser feito, o funcionamento pode ser alterado de inúmeras formas e o poder de personalização é algo fora do comum, motivo este de haver tantas distribuições no mundo. O que mais me impressiona é a imensa troca de conhecimentos e inovações graças a licença GPL, permitindo assim que um verdadeiro pingue pongue de informações seja feita e a evolução do sistema aconteça quase que de forma exponencial.

Já o Windows é feito para ser uma caixa preta, precisando esconder o hardware real do usuário leigo e entregá-los a um mundo mais flexível onde os resultados finais sejam rápidos para que qualquer um seja capaz de usá-lo, um belo conceito para se aplicar no desktop, mas péssimo para se personalizar e programar. Ninguém sabe o que se esconde por de trás do Windows... Vou deixar esta afirmação no ar.

Vamos às verdades:

  • O Linux te dá mais liberdade

Verdade. A partir do momento que a maioria dos softwares do sistema não estão presos a licenças comerciais você tem uma abertura maior para programar e desenvolver aplicações diversas sem preocupações legais. A quantidade de linguagens gratuitas e bibliotecas poderosas disponíveis é imensa.

  • Iniciar um estabelecimento em Linux é mais fácil do que migrar

Em partes isso é verdade, pois ao se ter um estabelecimento já em funcionamento com Windows seus freqüentadores assíduos já estarão acostumados com isso, sendo que é neste ponto que a migração deve ser feita de forma competente e direcionada, criando o mínimo de problemas para o usuário final (seu cliente).

Já ao iniciar um estabelecimento em Linux, os freqüentadores padrão já ficarão acostumados desde o início. Não se esqueça, isso não se aplica para clientes esporádicos, pois a grande maioria deles estarão acostumados a usar Windows.

  • Implementar Linux na minha Lan House gera economia

Mas isso não era um mito? Veja bem, depende do ponto de vista. A economia é gerada a partir do momento que a implementação é feita da maneira correta e os funcionários são instruídos para usar o sistema, agora se for “jogar” o sistema no lugar e virar as costas... Então a afirmação vira mito mesmo.

  • O Linux pode diminuir o número de clientes de uma Lan House

Com certeza! Deve parecer um absurdo ver isso de uma pessoa como eu, mas volto a repetir, se a implementação não for feita da maneira correta com uma política de aprendizagem dos funcionários e um suporte eficiente, prepare-se para perder clientes.

No caso de Cyber Cafés isso não afeta tando pois a maioria das aplicações web podem ser executadas em Linux e uma suíte como o OpenOffice pode fazer um bom serviço. Os maiores problemas ficam com as Lan Houses, onde alguns jogos podem demorar mais tempo para ter suporte ou nunca vir a funcionar na plataforma, fazendo com que clientes que são jogadores hardcore venham a procurar os concorrentes para se divertir com o seu jogo preferido.

  • O Linux é mais seguro e estável do que o Windows

Apesar de ser um dos motivos de polêmica, eu com a minha experiência posso afirmar este conceito. O Linux em um estabelecimento de uso público oferece mais segurança aos seus clientes, os deixando isentos de pragas digitais como vírus e cavalos de tróia. A estabilidade é o que marca ainda mais presença, se um jogo vier a dar problemas é só reiniciar o servidor X com um Ctrl+Alt+Backspace e em segundos a plataforma está no ar novamente sem reiniciar a estação como se nada tivesse acontecido. O comportamento do Linux é diferente do Windows pois desde a sua criação foi sempre focado a segurança e estabilidade do sistema e a partir do Kernel 2.6 a performance para jogos também ganhou força tornando ele uma plataforma fantástica de entretenimento e acesso a internet.

  • É possível manter um estabelecimento apenas com softwares livres

Sim, para o Cyber Café já deixei claro que é mais fácil, tudo pode ser livre sem problemas. Agora para uma Lan House os jogos mais pedidos são comerciais, então neste caso se o empreendedor quiser estes jogos terá mesmo que abrir o bolso para comprar as licenças de acordo com os títulos. Concordo que de alguns anos pra cá foram criados novos jogos gratuitos de peso para Linux, principalmente depois da liberação do código fonte do Quake 3. Atualmente o Portal Criativa certifica mais 30 títulos de qualidade e totalmente gratuitos que são perfeitamente aceitos em Lan Houses, o que permite sim criar uma Lan House totalmente movida com softwares gratuitos, mas não necessariamento softwares livres (código fonte aberto).

  • É possível usar qualquer distribuição Linux no estabelecimento

Verdade, mas depende do suporte e conhecimento de quem estiver fazendo o serviço. Todos sabemos que cada distribuição tem o seu foco. Nada te impede de optar pelo Slackware, Mandriva, Kurumin, Ubuntu, Debian ou qualquer outra distribuição que tenha mais afinidade. Cada um na sua, desde que façam uma boa implementação.

A verdade é esta, nua e crua, sem sensacionalismo e sem usar medidas com um peso maior sobre a minha preferência, o Linux. Sejamos honestos, a escolha final é sua, cabe somente a você analisar já que agora certas informações estão a sua disposição.


Conclusão ______________________________________________________

O Linux em Lan Houses é uma realidade sólida e é exatamente por isso que criei este artigo, desejando que todos tenham uma noção real de como são as coisas, caso contrário eu mesmo como profissional continuarei tendo problemas com expectativas fantasiosas de empreendedores que se apegaram a mitos do software livre ou não estavam preparados para receber o Linux em seus estabelecimentos.

Não fiz este artigo pensando em autopromoção mas depois percebi que isso aconteceria. Ao estudar os casos de meus clientes no decorrer do tempo pude desenvolver uma estrutura cada vez mais sólida para implementar Linux em Lan Houses e Cyber Cafés, e acredito que o Linux só tem a amadurecer como plataforma desktop e irá surpreender o mercado cada vez mais.

Enfim, escolha a sua pílula, Neo...


OBS: Este artigo foi publicado primeiramente em 20/05/05 no site Guia do Hardware. Esta versão foi atualizada em 09/04/06.

 

Informativo ______________________________

Todos os textos aqui publicados possuem seus direitos reservados, sendo permitido a sua reprodução somente na íntegra, sem modificações e com o devido crédito referido. Você poderá usar estes textos em seu site ou qualquer outra mídia deste que entre em contato por e-mail para receber a autorização.

 

Veja também

Perguntas e respostas frequentes
Lan House dá dinheiro ?

Contato  |  Dúvidas  |  Mapa do Site  |   LanBr

Portal Criativa ® 2003-2017 - Todos os direitos reservados
Na caixa dizia "Requer sistema Windows ou superior", então instalei o Linux.

Website desenvolvido por Adriano Santos
Conteúdo melhor visualizado acima de 1024x768 pixels e 32bits de cores